domingo, 15 de maio de 2011

Um Sábado


Sábado é dia de mercado dos agricultores e um mercado é sempre um bom sitio para passear com crianças.
Eles gostam de ver as cores, sentir os cheiros e ouvir as vozes. Num passeio destes aprendem mais do que numa semana de escola, são frutas, vegetais, flores, plantas, bolos e bolinhos, ramos disto e daquilo.
Perguntar quanto custa, escolher, pagar e agradecer são gestos que num hipermercado não fazem sentido.



 Os animais são outra atracção. Coelhos, galinhas, pintos e patos porque a carne aqui não está em covetes, a carne aqui ainda mexe, ainda pia.




 Depois de um passeio, o almoço e depois do almoço melância e um gelado.









Depois de almoço uma sesta para os que ainda dormem e trabalhos de casa para os que já andam na escola ... no meio ficou a Teresa, não dormiu, mas precisava, não fez trabalhos de casa mas atrapalhou quem os fazia.



Um lanche no jardim com a compota de cenoura foi a alegria das crianças.



Um banho de espuma que eu queria para mim mas que como já sabia de antemão não iria ter essa sorte.



A Mãe de todos sabe que uma pizza é sempre uma aposta ganha para o jantar.

Desenrola-se uma embalagem de massa quebrada em cima do tabuleiro do forno.
Barra-se a massa com ketchup.
Espalham-se bocados grosseiros de fiambre e queijo.
Por fim salpica-se de oregãos e vai ao forno.

Pronta num instante e muito saborosa.



Um filme para a sossega, quando os olhinhos já custam a ficar abertos.


E uma noite feliz
Não caia da cama
Não parta o nariz.

Neste caso não se aplica porque estão a dormir no chão.

Quem esteve com atenção ás fotos conseguiu contar uma cabeça a mais em muitas delas. Pois é a mais crescida não é nossa, quer dizer nossa de nossa filha, mas é nossa, muito nossa, por ser a primeira e grande amiga do Tiago. A A. veio passar o fim de semana connosco e parece que está a gostar, e os miudos também.

A unica diferença notada para já entre ter 4 ou 5 é nos lugares do carro. Lotação esgotada!