terça-feira, 10 de maio de 2011

Caracol e Caracoleta

Ofereceram ao pai Fura bolos um saco de 10kg de cenouras, 10kg de cenouras é demais até mesmo para uma familia numerosa como a nossa.

As cenouras fazem os olhos bonitos, sempre ouvi dizer, será então que posso esperar que com tantas cenouras o miudos fiquem com os olhos azulões do pai Fura bolos? Na verdade nenhum tem os olhos iguais a nenhum outro, ou são mais abertos, mais fechados, mais castanhos, mais esverdeados... ou ainda indefinidos como os da Julieta (ficarão azuis??)  







A Mãe de todos que não gosta de desperdiçar nada lá vai para a net descobrir maneiras de cozinhar, congelar, transformar e tudo o mais que se possa fazer com cenouras.

 Apostei então na compota de cenoura.

500g de cenoura
400g de açucar
500ml de água
casca de 1 limão
casca de 1 laranja
1 colher de chá de canela

(esta receita vezes 4 para despachar cenouras)


 

A pesagem rudimentar serviu para o Tiago aprender como funciona uma balança de pratos, sacos neste caso.



O resultado final foi uma compota saborosa, docinha e muito boa para comer ao lanche. Os miudos que nunca costumam gostar destas coisas provaram e aprovaram.

Atrasados para o lanche chegaram o Caracol e a Caracoleta, dois bonecos feitos com meias sem par, o eterno drama, que a Mãe de todos fez.

O caracol

O caracol está na mão da professora e
corre na mão dela com os corninhos ao sol.
Vai ficar na nossa escola e come alface. (Tiago)

O trabalho de casa era escrever 3 frases sobre o caracol que visitou a escola hoje e fazer uma réplica do bicho. Claro que a Teresa quis uma caracoleta para ela e assim nasceram o Caracol e a Caracoleta.