segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Os sacos

Confesso que não costumo estar muito preocupada em não usar sacos de plástico, mas até gosto da ideia de deixar de os usar.

Como já ouvi nas notícias dizer que para o ano era proibido usar os sacos plásticos transparentes para a fruta por exemplo, cheguei-me á frente e em 30 min fiz 6 sacos de tecido.

Peguei em tecidos finos mas resistentes que tenho cá em casa, na tesoura e na máquina de costura e aqui estão os primeiros sacos para frutas e legumes reutilizáveis cá de casa.

Para já fiz um kit de 6 sacos e juntei-os a um saco de tecido dos grandes com asas (1€ no Aldi) e coloquei na carrinha, assim mesmo que vá às compras sem planear, os sacos estão lá!



Fica a dica aí para casa!

sábado, 27 de julho de 2019

Rissol - o gato

Há tempos tivemos um episódio de "vida selvagem" cá em casa. Um ratito do campo que entrou para casa, não é novidade, e já nem foi o primeiro, vivemos no campo e temos quintal por isso é natural acontecer, mas desta vez a história foi mais forte. 

Estávamos à mesa do pequeno almoço quando vimos o bichinho passar e esconder-se, depois ouvimos TRÁP e a seguir um chiar!! Eu sei, é forte, mas foi o que aconteceu, a ratoeira disparou e o bicho ficou preso por uma pata! Com todos a tomar o pequeno almoço, e eu sozinha com eles ficou difícil, uns riam, outros guinchavam a imitar o rato ... e eu a querer retomar a normalidade e dizer que o pai depois resolvia, mas não deu. Tive que me encher de coragem e com a vassoura mandar ratoeira e bicho para o quintal ... e ignorar a cena do bicho começar a correr com aquilo preso!! 

Bom, depois desta cena de National Geographic em casa, decidimos arranjar um gato, e entre pensar e fazer, apareceu este gatito, que pertencia a uma ninhada de uma vizinha e lá o fomos buscar. 

A escolha do nome não foi fácil, havia algumas sugestões em cima da mesa, mas como somos muitos estava difícil de chegar a acordo, mas com um sorteio lá conseguimos encontrar o nome para o nosso gato! 

RISSOL







O Rissol é gato de casa, mas queremos que possa entrar e sair para o quintal quando quiser, mas como temos a Esteva, a nossa cadela, levou uns dias até isso poder acontecer. 

Agora Esteva e Rissol não são amigos, mas toleram-se e já conseguem partilhar o quintal. Dava quase uma letra de uma canção. 

Veremos se com esta adopção conseguimos manter afastados de casa os visitantes indesejados! 

terça-feira, 23 de julho de 2019

Vale de Boi - é sempre bom passear nesta aldeia

Vale de Boi é a aldeia da minha mãe, onde eu passei todas as minhas férias de Verão e onde já vivi por isso é sempre giro vê-los naquelas ruas a brincar e descobrir.

Mais um ano em que fomos visitar as escavações arqueológicas em Vale de Boi e em que aproveitaram para brincar um bocadinho na aldeia.


Todos à procura do tesouro!



A Rosita encontrou! Um pedacinho de osso.










E quantas vezes é que eu subi a esta bica quando era miúda!?




segunda-feira, 15 de julho de 2019

Sapatos para AFO

Como foi tão difícil encontrar sandálias que a Rosa conseguisse calçar, a minha cabeça já andava a pensar no Inverno, na escola, no tempo de chuva, em que as sandálias já não seriam uma boa solução.

Que sapatos /ténis / sapatilhas é possível calçar com a ortótese AFO que a Rosa usa?

Ora, depressa se desfez a dúvida, já que a Beppi enviou 2 modelos para a Rosa que calçam sem problemas, ainda por cima giros e confortáveis.


A miúda tem razão, se para uma criança de quase 3 anos ainda é difícil acertar no pé ... imaginem a Rosa que tem que acertar no pé e no tamanho, esquerdo - 25, direito - 23.






Deixo aqui algumas DICAS para usar calçado normal com ortótese AFO:

- Sapatos de modelo largo
- Que tenha boa abertura para entrar o pé
- Aperto com velcro
- 2 números de intervalo
- Que seja possível tirar a palminha do pé que usa a AFO de modo a ficar com a mesma altura que o outro pé





A única parte difícil na beppi.pt é escolher, já que quase todos os modelos cumprem os critérios e são giros! 




sábado, 13 de julho de 2019

Menires de Vila do Bispo

Mais uma actividade organizada pela Câmara Municipal de Vila do Bispo, no âmbito da disciplina "Património local" que é uma das ofertas de AEC's no Agrupamento de escolas do concelho. 

Fomos convidados a passear e aprender mais sobre os menires de Vila do Bispo, uma zona rica em exemplares deste tipo de monumentos pré históricos. 
É um passeio muito agradável, e para quem não conhece a zona o ideal é instalar a app BispoGo onde tem a rota dos monumentos megalíticos de Vila do Bispo.

No fim do passeio estavam á nossa espera menires feitos pelos alunos da disciplina de Património local. 

O Zé sentado num menir! 




As meninas sentadas num menir, a lanchar e ouvir música.



Fica aqui a sugestão para quem vier visitar Vila do Bispo este verão.