quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Tiago, o teenager!

Foi o primeiro a nascer, foi o primeiro a fazer 1 ano, foi o primeiro a ir para a escola ... é o primeiro teenager cá de casa!
Ser o primeiro, caramba, que responsabilidade, para ele a para nós!

Parabéns miúdo, que és lindo, por fora e por dentro, com os teus cabelos escuros e olhos misteriosos,com a tua inteligência, criatividade, rabugice qb, traquinices, gargalhadas ... enfim, com tudo o que és!

O nosso primeiro teenager, um grande desafio como pais, uma grande aprendizagem para todos.
Tenho dias em que não me sinto capaz de tamanha responsabilidade, tenho outros que levo com a maior das naturalidades!
Fará parte do processo, certo? Para quem já passou por aqui, digam-me tudo!

Parabéns miúdo!





Fantoches na Lua

Mais uma actividade gira para fazer com os miúdos ao sábado de manhã.

No Até à Lua há teatro de fantoches 1 vez por mês, nós fomos ao ultimo e gostamos muito.
Assistimos ao Capuchinho Vermelho, mas numa versão única e inspirada em muitas das versões que existem por aí.
Todos gostaram, a Rosita com 12 meses e o Tiago com 12 anos, foi divertido e inspirador, já que chegaram a casa e foram fazer fantoches para fazerem um teatro cá em casa.









Para ficarem a saber tudo sobre estas e outras actividades, consultem a página Até à Lua e façam like. 

Fotos do Até à Lua

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Chapéus há muitos!

e sapatos também!

Coisas que se podem fazer com os miúdos numa tarde de férias de Verão, ou coisas que eles naturalmente fazem sozinhos numa tarde de férias de Verão.

Há muitos anos que não uso saltos altos, foi coisa que larguei praticamente desde que vim morar para o Algarve, por isso cá em casa os miúdos não têm oportunidade de brincar assim, mas na avó paterna a coisa muda de figura!

Chapéus do avô, saltos da avó, óculos escuros de um, chapéu de outro e dá para umas boas gargalhadas e umas fotos bem divertidas!

Tirei umas 100 ... mas fiquem com esta compilação.


P.S. - sim o Zé está de saltos altos, e divertiu-se tanto!

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Barbaridades!



Os nossos avós eram uns bárbaros! 

A recente polémica que causou o meu anúncio de venda de leitões levou-me a reflectir sobre o assunto , e cheguei à conclusão que os nossos avós eram uns bárbaros, pelo menos os meus eram com certeza a julgar pelas "atrocidades" que faziam e me ensinaram a fazer. 

Ensinaram-me a tratar com respeito os outros seres vivos, sobretudo os que nos servem de alimento... ensinaram-me que também estes merecem uma vida digna e que a sua morte deve ser respeitosa e o menos dolorosa possível. 

Sim, os meus avós ensinaram-me a matar galinhas, patos, coelhos, cabras, porcos etc... eram mesmo uns bárbaros, eles e os avós deles e todas as gerações que os antecederam e que tornaram possível estarmos aqui hoje! 

Os nossos avós eram uns bárbaros ou então somos nós que nos estamos a tornar estúpidos e na nossa estupidez achamos que esta nossa falsa santidade nos torna puros. 

É um CRIME matar nem que seja uma mosca mas já está bem se pagarmos a alguém para o fazer... sim, os frangos que compramos embalados nos supermercados (de preferência sem cabeça para não os olharmos nos olhos) já foram animais fofinhos e até tinham penas, sabiam? 
E aquelas costeletas do cachaço suculentas que vêem em covetes de esferovite também já foram um ser vivo, mas sabe-se lá como morreu?! 
Na nossa estupidez pagamos a outros para fazer o trabalho "sujo", achamos melhor criar "monstros" que têm que lidar com a morte diariamente para que nós sejamos puros (sem ofensa para os senhores dos matadouros). Basta pesquisar em qualquer motor de busca por "realidade nos matadouros" para perceber a que me refiro! 
Só espero que estes "monstros" que estamos a criar, não tenham um dia aspiração a mudar de vida e comecem a ocupar cargos governamentais... ou será que isso já está a acontecer?!
Os meus avós eram uns bárbaros... e eu tenho tantas saudades deles!

Um agradecimento especial aos autores das críticas que originam esta reflexão.

Mais sobre criar animais para comer aqui.

Texto do Pai Fura Bolos

domingo, 13 de agosto de 2017

Modo selfie

Aquele momento em que chegas a casa e vais ver as fotos que tiraste a uma amiga a contar um conto super divertido e ... percebes que o tablet estava em modo selfie!

Também, verdade seja dita, só assim o raio de uma selfie sai com ar natural!


Rita, dá para ver que me diverti imenso! Obrigada!

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Pró em piqueniques!

Entrei em casa a correr, os mais novos dormiam uma sesta no carro. às sombra, enquanto os mais velhos tinham ficado com uns amigos.

Em 10 minutos carreguei o saco, sandes (de várias coisas), iogurtes líquidos, bananas, sumos, água.

Saí, meti o saco na carrinha, voltei a entrar em casa e apanhei 1 casaco para cada um, 7 no total porque o pai Fura Bolos não ia connosco.

Mais uma viagem para colocar alguma roupa extra, calções, cuecas, t-shirts. e quando ia a sair novamente pensei:

- Caramba, levo o Verão nisto, estou cada vez mais rápida em despachar um piquenique, a este ritmo no mínimo não engordo nestes meses de férias. - E fui ao quarto pesar-me!

E não só não engordo, como estou mesmo a perder peso! 62,50 kg ou seja, dois kilos e meio abaixo do peso com que estava na altura em que engravidei da Rosita, há 1 ano e 9 meses!

Boa, venham os piqueniques e estas minhas correrias loucas, fico feliz se chegar ao fim do Verão com os 60 kg!

(eram 21h quando saímos da praia, depois do por do sol!)


Já tenho 3 anos!

O Zé já fez 3 anos! Está um crescido, como ele diz, está esticadinho e comprido e um falador de primeira!

É um miúdo super curioso e brincalhão. Adora brincar com os manos, gosta de desenhar, fazer puzzles mas acima de tudo gosta de conversar com pessoas.

Tão bom vê-lo crescer assim.

Hoje teve um dia em cheio.
Começou com um passeio na Quinta Pedagógica de Portimão, com direito a piquenique (entrada gratuita e um local perfeito para um passeio muito agradável), uma ida à piscina onde uns amigos estão a passar férias, e à noite jogos na Lua (Até à Lua) com direito a parabéns e bolo ao som da viola do Nuno e do mano João.

Eu estou de rastos, o pai Fura Bolos foi trabalhar cansado, mas ele está feliz. Ufa!















video