domingo, 4 de dezembro de 2011

Natal!

O espirito natalício está aí.
É impossível chegar a Dezembro e não pensar no Natal, e friso no Natal, e não em compras!

Já há dias que os miúdos falavam em fazer a árvore, mas a Mãe de todos estava sem ideias para os enfeites deste Natal e estava a adiar o evento. O ano passado reciclamos cápsulas de café e fizemos sininhos pintados pelos miúdos e que pendurámos com fios. Ficou muito colorida e ainda temos esses enfeites mas apetecia-me aproveitar o momento para fazer outra actividade com eles.

Na sexta-feira fui buscar a Teresa à escolinha e lá estavam eles a fazer enfeites de Natal, ora a inspiração que eu precisava. 

Cada menino amassava massa de moldar e fazia 4 formas com os cortadores. Depois de secas cada um pintou das cores que escolheu e acrescentou pó de brilhantes. Isto foi no infantário.

Cá em casa foi assim.

- 1 pacote de massa de moldar (tenho sempre em casa para dias complicados!)
- 1 lata de tinta branco brilhante (comprei na loja dos senhores dos olhos em bico)
- Cortadores de bolachas (já tenho há tempo mas nunca fiz bolachas!)
- Vários brilhantes em pó (fazem parte do stock da Mãe de todos)





Cada um amassou um pedaço de massa. Uns com força, outros com jeito, outros com ajuda ... todos tiveram direito a meter a mão na massa.






Os dias de Dezembro apesar de frios podem ser muito agradáveis e o quintal nestes dias torna-se num espaço de eleição para apanhar um pouco de sol e dar largas à imaginação.
A Mãe de todos ia pintando de branco cada pequena peça criada pelos artistas e cada um ia escolhendo a cor dos brilhantes.
Natal é tempo de vermelhos, verdes, prateados, dourados ... mas também de cor de rosa, amarelo, preto, roxo, azuil, cor da pele , enfim quem somos nós para dizer a uma criança que essas cores não são de Natal? E porque não o deveriam ser?




À janela alguém verificava que estas delicadas peças secavam sem problemas.



E depois disto tudo chegou finalmente o momento mais esperado do dia, a montagem da árvore de Natal!
Vestidos a rigor, pijama e barrete, como o momento exigia lá foram enfeitando a árvore comprada o ano passado.







 E em vez de estrela, este ano temos no topo um anjo, um anjo que esperemos que olhe por nós nesta época festiva mas também que nos ajude a começar bem um novo ano, que traga alegria, amor e protecção à nossa família.


E este foi o primeiro de alguns textos natalícios deste ano... sim porque se as rádios podem passar as mesmas musicas de Natal vezes sem conta por dia e se as televisões podem exibir o "Sozinho em casa 20" pela quarta vez mas com o selo "estreia" no canto eu também posso invadir o meu blog de Natal!