quinta-feira, 26 de maio de 2011

4 pesos e 4 medidas

Quem tem mais que um filho sabe que cada filho é um filho, em personalidade, em comportamento, em crescimento, e cada filho é um filho para a Mãe de todos.


Tiago
 Em dia de pesagem é impossível não comparar pesos e medidas.



Teresa
  Uns nasceram maiores, outros mais pequenos.

João
 Uns aumentaram muito e depressa.


Julieta
 Outros aumentam pouco e mais devagar.

A Mãe de todos é a mesma mãe para todos, faz as coisas de maneira igual para todos, carregou todos, e amamentou todos e todos crescem ao seu ritmo.

É difícil chegar à balança e ver que a Julieta, a piturrinha (como chama a Mãe de todos), a xoninhas pápa ranho (como chama o pai Fura bolos), a laranjinha (como chama um primo), a Jujuca Marioska (como chama a Teresa) ... aumenta pouco de cada vez, mas aumenta e isso descansa o coração de uma mãe com consciência de que não lhe falta nada.

É difícil mostrar a um médico, que só agora está a conhecer a família, que ela é mesmo assim, que nós sabemos que ela está bem, que nós já tivemos 3 outras experiências todas elas diferentes, mas é possível, e conseguimos mostrar-lhe isso.

É mais fácil mostrar a um enfermeiro, que já nos conhece desde o nº1, que realmente esta, a piturrinha, é mais pequenina, é mais magrita, mas que não é por lhe faltar nada.

E saímos de lá mais confiantes, mais fortes para continuar, para dizer ás avós que ela está bem porque está, porque já se senta, porque já quer "falar" com os manos, porque se ri para e com eles, porque ainda não rebola mas está quase ... enfim, todas aquelas coisas que uma bebé de 6 meses deve fazer ou não dependendo do ritmo de cada bebé.


E é por isso que cá em casa temos 4 pesos e 4 medidas, mas foram eles que assim quiseram!