sábado, 13 de agosto de 2016

Palpites, opiniões e outros sobre bebés

Todos têm algo a dizer, sempre!

Quem já foi mãe sabe disto, muito gosta o pessoal em redor de opinar sobre os cuidados ao recém nascido, sobre as opções da mãe, sobre as atitudes do pai, sobre o que e é melhor para aquele bebé.

Ninguém está mais habilitado que a vizinha, prima, sogra, amiga da mãe, colega de trabalho da tia ou simplesmente uma desconhecida para saber as reais necessidades do bebé e ensinar a mãe a ser uma boa mãe.

Ontem precisei de ir ao supermercado, e digo precisei porque foi mesmo isso, foi preciso, e levei a Rosa comigo. O pai Fura Bolos levou os outros com ele para que pudessem correr e brincar um pouco e foi tratar dos nossos porcos, enquanto me deixou no supermercado para ir buscar meia dúzia de coisas.

Levei a Rosa no ovinho dentro do carrinho das compras, porque era realmente uma coisa rápida, sim, podia levar no pano, sim o ovinho é só para o carro, sim o carrinho das compras não é indicado ... e isso tudo e tudo e tudo.

Quando cheguei à caixa a senhora atrás de mim olha derretida para a Rosita e inicia o seguinte dialogo.
Senhora desconhecida (SD) - Oh tão pequenina, tem quanto tempo?
Mãe (eu) - Tem 11 dias
SD - Oh, coitadinha, e esta mãe traz uma bebé tão pequenina para o supermercado!!??
Eu - Sim, esta mãe é mãe de mais 5 que também precisam de comer! Acredite que o ultimo sitio onde eu queria vir, com ou sem bebé, é a um supermercado em Agosto no Algarve!

Pronto, a senhora desconhecida remeteu-se ao silêncio, não sei se tinha mais alguma sugestão ou palpite de como eu podia ser melhor mãe ... mas esta mãe pagou e foi à vida dela, que inclui tratar de mais 5 filhos, bem ou mal!

Ser mãe (ou pai) é a tarefa mais difícil deste mundo e ter que contar com os palpites dos outros normalmente não alivia em nada! Ufa!