sábado, 14 de março de 2015

Tintas naturais

Hoje uma conversa com a Teresa.
- O que achas, quando a mãe tiver mais cabelos brancos devia pintar?
- Sim, pinta!
- Oh achas mesmo?
- Sim, mas com uma tinta da natureza.
- ?
- O teu cabelo é quase preto, por isso podíamos apanhar um bocado da noite, púnhamos numa garrafa, juntava-se água e já está, pões no cabelo.
A Julieta entra na conversa e diz
- E como é que dá? Tu não chegas ao céu! - ahaha o resto da história faz sentido, só temos mesmo o problema de chegar ao céu.

Ao entrar no carro o Pai Fura Bolos apercebe-se da conversa e diz
- E se for uma noite de lua cheia? É branca!

Mas aí fui eu que dei um final feliz.
- É o brilho, que eu quero o cabelo pintado da noite mas brilhante.