terça-feira, 17 de março de 2015

Conversas na noite #1

Já todos tinham adormecido, só a Teresa ainda estava acordada, a sentir as minhas festas no cabelo e a ouvir a ultima música do deitar.

- O que é que foi a melhor parte do dia de hoje?
Soltou uma gargalhada e disse entre risos
- Foi a parte em que caí dentro da poça de água!
Eu ri-me e perguntei:
- Caíste mesmo ou foste de propósito para a poça.
Muitos risos
- Eu ia a andar e escorreguei na beira da poça e caí de rabo lá dentro.

Soltei uma gargalhada e viajei.
- Sabes Teresa, quando a mãe e o pai casaram, fomos de lua de mel à Madeira. Da ilha da Madeira fomos até Porto Santo e alugamos lá uma scooter.
Andávamos de calções e chinelos e o pai ao passar num caminho enfiou a mota numa poça que parecia seca mas não estava. Catrapumba caímos os 3, nós e a scooter e ficámos todos cheios de lama.
Bem, que grande gargalhada que a Teresa soltou.
- E não foi só. Depois como já tínhamos saído do hotel, fomos ao parque de campismo pedir se podíamos tomar um duche, a senhora disse que sim mas ... o pior é que só havia água fria! Brrrrrrr mas ficámos limpinhos.

Já foi dormir a Teresa, e todos os outros e eu fiquei aqui a viajar.
Quem é que não gosta de saltar nas poças?