domingo, 3 de julho de 2011

Vento levante

Conceito de Vento Levante
O vento levante é um vento regional que se faz sentir em Portugal e Espanha. Este vento, proveniente do deserto do Sara, sopra de este ou de sudeste e é extremamente seco e quente. Forma-se quando as altas temperaturas originam uma depressão no interior da Península Ibérica e que se estende até ao Norte de África, ao mesmo tempo que na Europa Central se instala um anticiclone.
  
A Julieta acordou umas 6 ou 7 vezes para mamar ou simplesmente para pedir a xuxa.




A Teresa apareceu na nossa cama sem eu dar por isso, talvez tenha aparecido num dos 15 ou 20 minutos em que consegui dormir seguidos.



O João apareceu à porta do nosso quarto "água, mãe" lá fui eu, com um olho aberto e outro fechado, dei-lhe água e encaminhei-o de volta à cama dele.




 O Tiago chamou com voz grossa e grave "Mãe, Mãe" fui lá e o problema era um pesadelo. Acalmei-o e voltei à cama.



A Mãe de todos tentáva no meio disto dormir, fosse 10 minutos ou 1 hora, qualquer das opções era boa, mas a melga que andáva doida no quarto não deu descanso e hoje tenho pernas e braços cheios de durões vermelhos e febris das picadelas que levei.

De dia brindam-nos com momentos como os das fotos!

A noite estáva quente, abafada, mas não havia vento, nem mesmo de levante.

Mesmo assim, mesmo com uma noite destas, mesmo passando mais de metade da noite de levante continuo a dizer que é melhor assim.
É melhor assim, saber que daqui a um ano ou ano e meio a Julieta já dorme a noite toda, o João já não quer água de noite, a Teresa já não vem para a nossa cama (não pelo menos todas as noites) e o Tiago apesar de continuar a ter pesadelos já vai saber gerir a situação e voltar a dormir sozinho e aí a Mãe de todos já pode dormir as noites todas de seguida, ou não. Ou não porque a Mãe de todos mesmo quando eles dormem ferrados anda de levante, vai a um e tapa-o, depois o outro que está virado ao contrário, depois passa a mão na testa de outra para ver se não está quente, e ainda espreita para ver se outra não caiu da cama e está a dormir no chão.
É melhor assim porque todos estão mais ou menos na mesma fase, a diferença de idades máxima é de 6 anos e isso faz com que todos sejam da mesma geração, ou seja mais dia menos dia conseguirei dormir uma noite descansada e aí esta fase passou, e passou toda de uma vez.

Claro que depressa passará ao tempo em que não dormirei descansada porque o Tiago saiu com os amigos, porque a Teresa quis ir para a casa de uma amiga e vai lá ficar, e isto enqunto o João e a Julieta ainda não fazem destas saidas!

O conceito de noite bem dormida foi alterado, agora uma noite bem dormida é considerada a noite em que a Julieta só acorda uma vez para mamar, a Teresa vem para a nossa cama mas não nos acorda, e o João e o Tiago só se levantam quando o dia nasce.

Ai que trabalheira que deve ser, ai que loucura, isso deve ser a casa sempre cheia, tantas fraldas para mudar, isto são alguns dos comentários e a resposta da Mãe de todos é sempre a mesma. Sim é uma loucura, sim é dificil, sim dá muito trabálho, mas vendo o lado positivo, mais uma vez, quando passar a fase das fraldas passou de vez, quando passar a fase dos choros passou de vez, quando passar a fase das noites mal dormidas passou de vez, ou talvez não...

Ainda assim prefiro, prefiro ter todos dentro da mesma geração, crescem juntos, brincam e brigam juntos e a Mãe de todos assim também não se desabitua de uns para os outros das várias fases. 

E hoje que está vento norte e frio, enquanto escrevi este post já dei de mamar 2 vezes, já dei água 1 vez, já dei colo umas 3 ou 4 e já deixei chorar umas  2 ou 3. O boletim meteorologico cá de casa prevê noite de levante mais uma vez. O que será que ela tem para estar assim há  2 noites? Acabo de escrever, com uma só mão e a Julieta no colo...