segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Um dia difícil com uma noite tranquila

Hoje foi um daqueles dias que nem vale a pena relatar ... mas como em todas as famílias, há dias assim, eles existem, acontecem e por isso também não devem ser ignorados!

Hoje  respirei fundo, gritei e até chorei, tudo em muito! Há dias assim!

Estamos todos cansados, são os já quase 3 meses de férias, é a chegada de mais um bebé, é o calor, a energia acumulada, as saudades da escola, é o meu pós parto, é a vontade de recomeçar rotinas ... eu sei lá o que é!  É tudo junto, qual panela de pressão pronta a saltar o pipo!

Mas depois disto tudo, e com o calor que está, a noite quente e sem brisa, a festarola de música e barraquinhas de artesanato que havia na Praia da Luz e o pai Fura Bolos a me dizer porque é que não ia sair com os miúdos ... lá fui!

Seis para dentro da carrinha eram umas oito e meia da noite.
Rosita no pano, Zé no carrinho e os outros 4 pelo seu pé, lá fomos descendo a rua ao som da música e das risadas das muitas pessoas que se passeavam pelas ruas. Luzes brilhantes, barraquinhas cheias de coisas giras, gente simpática, paragens para mostrar a Rosita, sempre a contar cabeças, a chamar um ou outro, e a fila para comer umas bifanas em bolo do caco.

Sim, quase que caí na tentação de pedir uma poncha da Madeira, em jeito de "toma lá isto, bebe e relaxa que já só faltam 10 dias para a escola começar!", mas não bebi, pensei na Rosita e no Zé e nas mamadas que iriam fazer a "saber" a poncha! (se tiver outro dia como este, não sei se me seguro!)




A sobremesa foi no Hugo Beaty onde o pai lhes serviu uns gelados e eu bebi um café, sim, está uma cerveja na mesa, eu sei, mas juro que era do Pai Fura Bolos!



Cheguei à porta de casa eram 23h30 e quando abri a carrinha lá atrás o cenário era este! Socorro!
Mas sim, consegui acordar os mais pesados e carregar os mais leves e em 5 minutos estava tudo a dormir nas suas camas, ufa!


Está uma noite espectacular, são 3 da manhã !

1 comentário: