segunda-feira, 21 de setembro de 2015

No geral correu bem

O Tiago teve um bom dia. E teve uma sorte do caraças, porque apesar de ter perdido o autocarro de volta para casa (sim, começa bem), viu o meu carro parado junto à biblioteca municipal e percebeu que estava safo, tinha boleia!
-Então Tiago e lembrás-te-te que tinhas que marcar o almoço de hoje?
- Claro, pensas o quê, isto é como andar de bicicleta, não se esquece (a referir-se às rotinas escolares)

A Teresa achou o recreio da escola nova muito barulhento, diz que agora são muitos meninos, e aproveitou para brincar com a mana Julieta, ainda que com um muro a separa-las, sorte deste ano estarem todos "juntos".
- Dá para brincar assim, não dá mãe?
- Claro, até podem brincar às lojas e o muro é o balcão. (o muro é baixo)

O João vinha um pouco iritadiço. Cansado e sem querer falar. De manhã foi preciso abraça-lo bem para ele se aguentar. À volta diz que brincou e que a taça da sopa era verde e maior que a do infantário.
- E gostaste do teu lanche, João?
- Sim, mas o que diz o papelinho? Eu não sei ler. (o de amanhã vai desenhado em vez de escrito, tens toda a razão João)

A Julieta como já tinha ido na 6a feira foi apenas mais um dia de muitas brincadeiras e alegria.

- E o almoço Julieta?
- É "justo" (a querer dizer injusto) os mais quescidos (os da primária) comem sem as pofessoias lá!  (isto dito com ar grave)

O zé nem sei que diga, mas acho que gostou do silêncio para dormir uma boa folga mas depois estranhou a ausência dos irmãos.