sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Meu rico mês de Agosto!

Quando chegamos ao supermercado do costume, o único aqui na aldeia e não encontramos um, um só que fosse, um pão qualquer para comer ao lanche, um, um único pacote que fosse da manteiga que costumamos usar o ano inteiro, quando vemos que o pão que comemos o ano inteiro, custa o ano inteiro 1,64€ e em Agosto passa a custar 1,94€, 0,30€ que de certo não são justificáveis com o aumento do preço dos cereais.

Quando no  semáforo  em vez de sermos os primeiros temos que esperar que abra, e feche e só depois de abrir outra vez nós podemos  passar, vale-nos a esperança que com as setenta e tal rotundas da N125 as coisas melhorem.

Quando marcamos mesa na pizzaria que gostamos de visitar de vez em quando, PizzaPazza, e em vez de ser para as 20h é para as 22h e com sorte, mas mesmo assim vamos e até gostamos.

Quando o tempo até nem está do melhor para a praia, Setembro é sempre melhor, mas as praias estão a abarrotar e não há lugar para estacionar.

Quando já só faltam 5 dias para acabar.

Nós percebemos que estamos em  Agosto!

Chega no dia 1 e traz gente, traz amigos que não vemos durante o ano, traz confusão, traz transito, traz pessoas que querem descansar, traz o stress da cidade, traz coisas boas e coisas más, mas a verdade é que quando já passaram 25 dias do mês de Agosto deste ano, toda a gente que cá mora é unânime em dizer "tá quase, já só faltam 5 dias!"







E apesar de ser Agosto, nós também vamos à praia, muito de vez em quando, sempre quando já está tudo de saída, mesmo mesmo antes da praia "fechar", sim porque por estas bandas a praia "fecha" ou melhor para os nossos miudos virem embora temos que inventar um senhor que tem a chave da praia e fecha-a, isto quando são horas de ir para casa... acho que seja uma mentirinha aceitável e que evita os choros da ida para casa. E evitar um choro é sempre bom...