sábado, 11 de abril de 2015

Oficina de pão ázimo

Estou cansada, mas aquele cansaço de missão cumprida.

Desta vez eu fui só a idiota que teve a ideia, aquela que engendrou a coisa e depois passei a bola a quem de direito.
Para falar do moinho quem melhor que o compadre Carlos, para fazer pão com os miúdos o Pai Fura Bolos é a pessoa certa.

Eu fiquei-me pela divulgação e reportagem fotográfica, e claro no papel de mãe porque os meus filhotes também participaram na oficina, ou melhor oficinas!

Foram 2 dias intensos mas com resultados muito bons. Alegria, gente nova, gente simpática, sorrisos, boas energias e por isso valeu a pena.

No total tivemos cerca de 41 crianças a visitar o moinho e a fazer a oficina de pão ázimo, um sucesso sem dúvida!

A atenção dos mais pequenos.



A paciência do tio Carlos.


No meio do campo onde andam perdidas umas mós antigas.


O moinho, este engenho tão perfeito.



O Pai Fura Bolos em acção.


Todos com a mão na massa!


O nosso João concentrado.


A Julieta empenhada na sua massa.


Alhos e tomilho para misturar com azeite! Uma delicia, já provaram?


E comer o pão que fizeram à beira do Moinho?


Pronto, acho que não preciso dizer mais nada, dá para ver que foi perfeito!

Grata a todos os que aceitaram o convite e vieram até cá festejar o Dia Nacional dos Moinhos e o Dia dos Moinhos Abertos.