terça-feira, 5 de abril de 2016

E se fosse eu?

Só de ler esta frase os meus olhos já brilharam, quando abri o vídeo as lágrimas encheram o meu olhar e no momento em que mostrei aos miúdos ... os óculos embaciaram, as lágrimas grossas correram cara abaixo e a voz de tão embargada não saia para responder às questões deles!
Quem foi lendo o texto do vídeo foi a Teresa porque eu não conseguia mesmo sem desatar a soluçar.
(ainda por cima estou grávida, lembram-se??)



E se fosse eu?
Se fossemos nós?
Não consigo imaginar, não consigo sequer pensar na hipótese de ter de fugir daqui, de correr para o incerto e muito menos de pensar que poderia não conseguir levar pela mão os meus filhos todos!

O João indignado perguntava, "mas os meninos vão sozinhos?" E comentou no vídeo "ah, vês, mas estes vão com a família!", quando aparece a família.
A Julieta dizia "mas eu não quero ir sozinha, mãe"
A Teresa pensou na sua mochila, e de repente olhou para o Zé e disse "Então e o Zé também tinha que ir sozinho? Ah já sei podia ir com os irmãos mais velhos ..."
O Tiago não comentou porque viu o vídeo depois, sozinho.

Ai que aperto no coração!

Esta foi a sacola que a Teresa preparou, como não encontrou uma foto da família toda, que era o que levaria, colocou uma minha e outra do pai, no fim pediu-me um telemóvel, acho que sim, numa situação destas eu daria um telemóvel à minha filha de 8 anos.