quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Zé, o boneco sempre ...

sentado, pois então!

Hoje o Zé brindou-nos com esta novidade!
E que bem que se está sentado, parece que estava vento cá em casa, ele abana mas não cai!
Os manos quando chegaram da escola e o viram assim fizeram uma festa, é assim cá em casa, festejam cada gracinha do mano Zé.

video

Dormir e comer em Manteigas

Quando somos bem recebidos e atendidos apetece recomendar.

Para dormir em Manteigas escolhemos a Quinta de Leandres, ideal para famílias com miúdos como nós. Um espaço acolhedor, uma casa bonita, bem cuidada e muito familiar.


Os quartos têm espaço para tudo, mesmo com muitos filhos é fácil acomodar todos com conforto.


 A dona Graça recebeu-nos muito bem, fez-nos sentir em casa e foi incansável com os nossos miúdos. Eles também sentiram isso e notou-se que estavam muito à vontade.




E para comer encontramos um local perfeito, Taberna das Caldas. Uma sala pequena, muito acolhedora e com uma mesa bem à nossa medida.
Petiscos da zona, enchidos caseiros, comida boa e preços muito bons.
A dona Carolina com muita paciência para os meninos e até colinho deu ao Zé para nós comermos descansados.

 








quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

É branca, é linda ... mas é gelada!!

E lá fomos. A tão esperada viagem, o tão prometido passeio, a ida à neve, o sonho.

Sobre a parte da viagem ... a viagem em si, as horas no carro, as paragens técnicas a cada ... 50km (para não dizer menos), os choros, as fomes, as dores de barriga e outras coisas que tais falarei noutro dia, ainda estou a recuperar psicologicamente dessa parte!

Sobre a neve! Pois essa é tão branquinha, tão linda, parece tão fofinha, tão apetitosa ... e afinal, não é que o raio da neve molha tudo, queima do frio e não é mais que uma coisa gelada??
AHAHAHA tadinhos dos miúdos, principalmente a Julieta e o João. Era o sonho e o sonho derreteu como a neve derrete ao sol. Afinal aquilo molha tudo!

Mas adoraram ainda assim, foi bom vê-los brincar e sentir a neve, provar a neve, escorregar na neve, fazer o boneco de neve!

A serra estava linda, mesmo muito cheia de neve, o céu azul , sem vento e as temperaturas positivas e óptimas para desfrutar de momentos únicos. Picámos o ponto na torre mas onde brincamos mais foi no Covão d'Ametade que como era 2ª feira estava lá vazio à nossa espera.




O kit boneco de neve que trouxemos de casa. Chapéu, cachecol e cenoura para o nariz!



Não é por nada, mas o nosso boneco de neve ficou mesmo engraçado, não acham?




O silêncio ...


Esta não foi fácil! Desta vez ninguém queria posar para a foto, e eu qual lunática atrás de todos porque queria porque queria tirar uma foto de família na neve! Consegui esta ... com umas caras melhores que outras, ficou o registo! Tá feito!


sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Lá vão eles!

Admito ... não consegui pôr tudo em 2 malas ... e ainda assim não sei como vamos pôr tudo no carro.
Acho que nos devíamos ter ficado pelo plano A que era ... em vez de malas cada um levava toda a sua roupa vestida, lá quentinhos íamos de certeza!



Olhando assim, incha batatinha como dizem os miúdos! É longe como o caraças!


quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Linguagem moderna!

Julieta no seu melhor!

- Sabes, ela gosta sempre do chapéu pra trás! E isso é YÃOU, não é mãe? (isto acompanhado de um gesto cool)

Inspiração!

Foi o que procurei neste video ... com a diferença de que eu tenho que pôr numa só mala (pequena) roupa (de inverno) para 4 dias para 5 filhos para um carro quase sem bagageira!





quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

3 anos de Mimalhos

O meu projecto dos Miminhos da Mãe de Todos já tem filhos com 3 anos!

Os Mimalhos fizeram no dia 18 de Janeiro 3 anos e não podia deixar de festejar com quem apoia o meu trabalho!

Um passatempo para a malta miúda mas que os graúdos muito apreciam! Participem, na página do facebook dos Miminhos da Mãe de Todos

Boa sorte a todos!


O Sr. Google não tem filhos!

Sim, porque se tivesse não dizia barbaridades destas!


Ai 7h13 minutos!!!

Acham que era uma ideia mandar um mail ao Sr. Google a sugerir que acrescente nas opções o número de filhos? E depois era tipo:

7h13 minutos sem trânsito e sem filhos
7h43 minutos sem trânsito e  1 filho
8h13 minutos sem trânsito e 2 filhos
8h43 minutos sem trânsito e 3 filhos
9h13 minutos sem trânsito e 4 filhos
9h43 minutos sem trânsito e 5 filhos

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Sonhos ...

O Tiago sonhava ir à neve.
A Teresa arrastada pelo sonho do Tiago passou a sonhar também com a neve.
O João que gosta de fazer o que os manos fazem achou que era um bom sonho de se sonhar, desde que se faça um boneco de neve.
A Julieta sonhou que dormia num hotel, desde que possa descalçar as meias e sentir a neve nos pés.
E o Zé basicamente sonha com mamas ... vá e se for num sitio com neve sempre é uma experiência nova, para a Mãe de Todos claro, que vai ter que apanhar a aragem fresca em zonas do corpo mais sensíveis.

Agora cá em casa SÓ se fala em neve.
As botas são para a neve.
Mãe, eu levo luvas e um cachecol, ah e um também para o boneco de neve.
Oh pai, mas podemos escorregar na neve, não podemos?
Mas mãe, mãe, dá para brincar com bolas de neve.
Mas mãe, é mesmo molhada a neve?
Oh mãe do que é feita a neve?
Opá, a neve é feita de gelo e água, mistura-se e sai neve (deliciosa descrição da Julieta)
É fofinha?
Mas o hotel tem camas?  E estão à nossa espera?
.
.
.
E podia estar aqui a noite toda a escrever o que ouvi durante todo o dia!

Sim, miúdos, desta vez é mesmo a sério, vamos mesmo à neve.

E a escrever isto, com a certeza de que os sonhos deles hoje são ... brancos cor da neve, tenho o coração cheio de alegria porque sei que apesar de parecer uma coisa tão simples, ir à neve, para eles é um sonho tornado realidade.

Ainda faltam uns dias, dias que são contados um a um no calendário da sala, mas no quadro preto já se escreveu : Viagem à Serra da Estrela!





O diário de bordo já se começou a escrever, mesmo antes de sairmos de casa!



domingo, 18 de janeiro de 2015

200 Plantas do SW Alentejano e Costa Vicentina

Se o dia não convida a passear ao ar livre não há problema, aproveitamos para conhecer o livro sobre plantas que a nossa amiga Carla lançou. 




Sem duvida este é um Guia para quem quer passear e conhecer um pouco mais da flora da Costa Vicentina. Muito bem organizado, prático e de fácil leitura, mesmo para crianças. O Tiago e a Teresa "testaram" durante a apresentação e sozinhos conseguiram utiliza-lo. 
Está aprovado, agora só falta mesmo um dia de sol para sairmos em busca das 200 plantas! 

Para passear em segurança e com quem conhece esta área muito bem o melhor é contactar a Carla, uma das autoras do livro, e marcar com ela um passeio Walkin´g Sagres






E não podíamos deixar de comprar o nosso e pedir um autografo!


Certezas

Todas as noites me deito com uma certeza, a de que o bichinho mamão cá de casa vai acordar de 2 em 2 horas para mamar!
Só não me deito com a certeza de que seja uma noite par ou uma noite ímpar.

Se há noites em que é assim:
meia noite e tal
duas e tal
quatro e tal
seis e tal

Há outras porém em que é assado:
uma e tal
três e tal
cinco e tal
sete e tal

A agradecer ao bebé Zé tenho o facto de tornar as minhas noites pouco monótonas, sim porque só dormir seria uma chatice!


7690 g de gente e uns pés que daqui a uns anos vão parecer umas barbatanas!

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Manhãs + felizes

Foi o nome que escolhi para mais este projecto em família!

Não é difícil de perceber que com 5 filhos, escolas, trabalhos, horários, roupas, mochilas, pequenos almoços e lanches as manhãs são tudo menos momentos calmos, mas também não têm que ser momentos de stress.

Agora temos um quadro de rotinas para as manhãs, para os que já sabem ler mas também para os que ainda só entendem desenhos.
Em conjunto com os miúdos criei este quadro.



Eu escrevi as 7 rotinas e os miúdos ilustraram cada uma de maneira a todos entenderem o que têm que fazer e qual a ordem certa. Vamos ver como corre, tudo isto para evitar termos que repetir 10 vezes as mesmas coisas e mesmo assim ainda nos chatearmos uns com os outros.

Desenho 2 feito pelo Tiago, desenho 3 feito pela Teresa e os outros 5 feitos pelo João o auto intitulado artista da família!








Ao lado das obras de arte que já enfeitavam a parede junto da mesa de refeições foi o sitio escolhido para colar o novo quadro para Manhãs + Felizes!

Construções

Construir castelos, criar casas, inventar telhados, arranjar materiais, correr, saltar, imaginar, brincar, encontrar amigos e receber o sol de um domingo de Inverno, quem diria que numa só manhã, numa só praia, se podia fazer tanta coisa!



E com muitas canas se constrói uma cabana e muitos sorrisos! 






A dúvida da Teresa era se 2 horas de brincadeira na praia podiam ser consideradas como actividade física e com isso ganhar mais uma rubrica na sua caderneta de actividade física que tem na escola, claro que sim Teresa! Duas horas de brincadeira, de sol, de construção, de imaginação são tão ou mais valiosas que qualquer outra actividade física tradicional.


terça-feira, 13 de janeiro de 2015

15 minutos

Pois que andamos em modo desafio e mudança.

Para trabalho de casa temos esta semana conseguir mais tempo com cada um, cada filho merece o seu tempo mesmo que sejam 5 filhos, e se o que ainda mama tem o seu tempo garantido, os outros às vezes sentem-se perdidos neste tempo que é de todos ao mesmo tempo.

15 MINUTOS EXCLUSIVOS
Os autores falam em 15 minutos exclusivos a fazermos uma actividade que os nossos filhos gostam. Mas na vida real, e dito assim, tem tudo para falhar.
Seja como for, a ideia é que todos ganham quando dedicamos 15 minutos exclusivos aos nossos filhos, diariamente. Quem tem mais que 1 filho sabe que isto pode ser complicado. Então, a minha sugestão é que possas ser criativ@ e percebas como é que isso pode funcionar convosco. Há aqui certamente pais com mais do que 2 filhos [eu sei que há com 4 e mesmo com 5! - acusem-se e digam-me como é que vão fazer isto] mas eu gosto da ideia de enquanto vamos ajudar um a preparar-se para ir dormir, que possamos fazer uma brincadeira que ele gosta e depois jogar um jogo com o mais velho que se deita um pouco mais tarde. Quando não há tempo, o momento da história ajuda. O mais importante então é que a leitura da história seja bem feita e não a despachar. (do blog Mum's the Boss )


E no meio da confusão da sopa ao lume para o jantar, o pai a vestir pijamas e a dar colos, o Tiago a preparar tudo para o seu primeiro torneio de Badminton, vem a Teresa ter comigo de boneca na mão: 

- Mas tu prometeste fazer o vestido e ainda não fizeste. 
Pois não, ainda não tinha feito, e é verdade que prometi. Agarro na tesoura, procuro os tecidos de "princesa" que tenho guardados na caixa de SOS e meto-me ao trabalho. 
Ao ver isto a Teresa pergunta:

- Tu sabes o que estás a fazer, mãe? - raio dos miúdos que conseguem perceber a milhas quando uma pessoa está a inventar alguma coisa sem ter a certeza se vai ou não sair bem.
Solto uma gargalhada e respondo
- Claro que sim! - acho que podemos desvalorizar esta mentira piedosa.

Passaram mais do que 15 minutos, foi cerca de 1 hora, a Teresa sempre de olhos pregados nas minhas mãos, de boneca na mão, e o pai a orientar a mesa e o resto da malta. Passou 1 hora que podia ser considerada de perda de tempo mas que neste caso foi de ganho. Ganhei beijos, ganhei abraços, um sorriso enorme e uma vaidade imensa pelo lindo vestido que a mãe fez.

Esta manhã saiu de casa toda inchada, mochila às costas e boneca na mão, com a advertência :
- Teresa não lhe tires o vestido ... é que a mãe acha que se rasga todo! - pronto aqui fui verdadeira e dei-lhe a entender que o molde que usei foi o do amor, que é como quem diz, fiz com amor mas as costuras são capazes de não resistir a mudanças de visual.

E afinal bastam 15 minutos ...




quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

A avó Gina

Já em cima da hora e sem nada planeado, agarramos num saco de chocolates, fomos buscar os miúdos que faltavam às escolas e em 10 minutos estávamos a chegar ao pé da avó velhota.

Hoje a avó fez 83 anos e gostou de nos ver todos lá no lar, assim de surpresa.


Parabéns avó Gina!

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Cabelo

Inicio de ano é tempo de mudança e umas das mudanças que estava há muito para fazer era no visual!
O carrapito foi meu amigo durante meses, mas com o carrapito, o pós parto e o outono tudo ao mesmo tempo fiquei com uma queda de cabelo capaz de me deixar careca em 3 tempos, ou será que é só o cabelo castanho a cair para começar a crescer branco?

Pelo sim pelo não e antes de ficar careca ou completamente branca, fui corta-lo hoje. Curto de maneira a ser pratico e curto de maneira a que nem que tente dê para apanhar em carrapito, não fosse eu cair na tentação do elástico.
A Lena, no salão no mercado de Sagres, viu algumas sugestões minhas e da tesoura dela saiu este penteado. Eu gosto, estou leve, penteada e sem carrapito. 





terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Berra-me baixo




Que grande desafio pessoal e familiar a que nós nos propusemos.

Passou por mim num qualquer post de facebook e eu curiosa fui ver o que era e não é que era uma coisa para mim?
Parecia que a Magda do blog Mum´s the boss estava a falar só para mim, porque a carapuça serviu de tal maneira que não pude fingir que não via!

Somos 7 cá em casa, só isso já faz com que naturalmente haja barulho e isso é bom, mas também faz com que se há barulho nos habituemos a falar mais alto quando queremos ser ouvidos, e do alto ao berro é um saltinho que eu dei mesmo sem dar conta.
Se calha o Zé estar a chorar, a Julieta a berrar da sanita "MÃE, JÁ FIZ COCÓ!" , o João a querer mostrar-me um desenho, a Teresa irritada porque não consegue enfiar as malhas no tear novo e o Tiago vem com uma qualquer pergunta não é difícil de imaginar que eu pregue um berro, e sim, tenho pregado muitos, infelizmente, aqui me confesso.
Se estamos os dois em casa e tudo o que acima referi acontece, também não é difícil que de repente estejamos os dois a falar alto de mais um com o outro e a entrar em tom de conflito, nem que seja para dizer "sim, já limpei o rabo à Julieta!"

Lendo o desafio da Magda percebi que é possível e quero mudar. Não que eu não soubesse que não era correcto berrar para ser ouvida, mas uma pessoa entra no modo piloto automático e deixa quase de raciocinar, junta-se o cansaço que vem no pacote "bebé novo", as noites dormidas aos bocadinhos e todas as outras actividades interessantes de uma casa cheia de gente e o cocktail está feito!
E de repente parece que o Berra-me Baixo me berrou baixinho ao ouvido "Tu és capaz, tu podes mudar, tu vais conseguir e vais adorar o resultado de ter uma casa cheia de gente mas tudo a falar baixinho! " e a ficha caiu.
Claro que sozinha não dava por isso conto com o pai Fura Bolos que está nisto comigo e com um grupo de amigas online com quem posso berrar alto quando preciso de desabafar!

A partir de agora podem vir aqui berrar comigo, desde que seja baixinho, e baixinho vos digo que já vamos no 2º dia sem berros, parabéns a nós.