domingo, 29 de janeiro de 2012

Aprender com quem sabe!

É assim que devemos fazer. antigamente era assim, queriam aprender costura iam para o pé de uma costureira e viam, aprendiam e depois faziam.

Hoje em dia já não é assim, ninguém tem tempo para aprender e ninguém tem tempo para ensinar, pelo menos à moda antiga, mas ainda há quem queira ensinar e há quem queira aprender e por isso aparecem os workshops, palavra inglesa usada talvez para soar melhor, mas o que interessa é que alguém ainda ensina o que sabe e essa partilha é muito importante.

Hoje era dia de um workshop de retalhos em Querença, uma aldeia no Barrocal Algarvio, é longe daqui e por isso pensei que não ia gastar dinheiro em gasóleo, sim porque o dinheiro do workshop não era muito e era bem empregue já o do gasóleo ... Mas como não há coincidências, ou talvez haja, nasceu apressadinha uma Leonor, em Faro, da nossa amiga Sandra e claro que tínhamos que ir vê-la.
Ora 1 + 1 são 2 e assim lá fomos. Pic-nic no porta bagagens, casacos, chapéus e gorros, retalhos e boa disposição, e com 30 minutos de atraso saímos de casa, e com 30 minutos de atraso lá cheguei ao workshop.

A D. Lúcia Cardoso que já há muitos anos que faz trabalhos com retalhos, e que há muitos anos que já não fazia trabalhos com retalhos aceitou o desafio da organização do Mercado de Querença e ensinou-nos a fazer coisas giras e divertidas com retalhos de tecido, retalhos da camisa do avô, das calças do pai, do vestido do bebé ... enfim retalhos de memórias!
Entre conversas e histórias, pontinho a pontinho fomos aprendendo e fazendo e no final ficou o gostinho pelos retalhos e a vontade de fazer mais. Obrigada D. Lúcia.







E o resultado dos pontinhos da Mãe de Todos.



 
Enquanto a Mãe de todos pegava na agulha, o pai Fura bolos passeava no Mercado de Querença com os 4 piolhos. Viram tudo, brincaram, ouviram musica, divertiram-se e tiveram uma manhã diferente e muito alegre.



Vale a pena voltar a Querença! Parabéns à ao Projecto Querença, uma iniciativa muito boa!





Depois um pic-nic num espaço muito agradável que nos foi emprestado amavelmente pela D. Lúcia. A piscina natural era uma tentação para os miúdos e na fonte lá se molharam todos, como faz parte!





E finalmente conhecemos a pequena Leonor, que é LINDA, bem vinda Leonor e parabéns papás babados!