sábado, 10 de setembro de 2011

Tempo para descansar

Faz falta a qualquer família, ter tempo para descansar, para fazer nada, para andar ao ritmo do sol, sem horários, e a nossa família é igual a todas essas.

Conseguimos arranjar 5 dias para sair, para estar juntos, para passear, brincar, aproveitar cada sorriso deles, para dormir até querermos, ou eles deixarem, para acordar todos juntos, para comer ovos mexidos ao pequeno almoço, para jantar à luz de uma lanterna, e lá fomos nós.

Eram só 4 noites, 5 dias, nada de especial. 4 t-shirts a cada um , 4 calções, 2 sweats, 2 calças, 2 pares de sapatos, cuecas (para os que já usam) e meias, e se calhar 1 casaco para a noite e é capaz de estar tudo... ora isto não é nada, mas multiplicado por 4 miúdos e 2 adultos é uma data de roupa!!!


 
Uma tenda familiar com 2 quartos e 1 sala, 1 caravana para dar apoio,  2 bicicletas, 1 triciclo, 1 penico, 6 cadeiras, 1 mesa, 1 fogareiro, 1 geladeira,  2 carrinhos de bebé e parece que está tudo, se não quisermos mencionar as toalhas de praia, o chapéu de sol, o pára vento, os brinquedos ... ufa que ainda agora voltámos e já fico cansada só de me lembrar!

Sorte de termos a ajuda dos mais novos para montar.





Caras de felicidade que valem cada minuto que passamos a montar, desmontar, arrumar, carregar...









Ficamos no Caliço Camping e gostamos muito, é sossegado, tem muito espaço e boas condições. Obrigada ao Hugo pela visita guiada ao parque. No restaurante do parque comemos muito bem, fomos sempre muito bem atendidos e os miúdos foram muito mimados pela senhora do bar, obrigada pela paciência que teve com eles!



Não estivemos sozinhos, os nossos compadres também foram e para além de darem uma boa ajuda com os miúdos também são sempre uma óptima companhia. A comadre Ana fez anos, não interessa para aqui quantos, e foi motivo para festejar. Tarde, já fora de horas, com uma garrafinha de uma muito tradicional bebida algarvia, Medronho, um copinho improvisado, uns bolinhos também tradicionais lá conversamos e rimos enquanto os miúdos dormiam, sabem bem  estes momentos. Seja bem entendido que a Mãe de todos conversou e registou o momento, mas não provou o liquido da garrafa pois está a amamentar a Julieta e não parece que ela fosse apreciar!





Passeamos por Tavira e ainda assistimos a um bocadinho de um concerto nos Arraiais do Mundo




E encontrámos amigos que normalmente só vemos uma vez por ano, e este ano já os tínhamos visto!



"Mãe estas são as melhores férias de sempre!"  Dizia o Tiago umas quantas vezes por dia.
"Mãe estas são as piores férias de sempre!" Dizia o Tiago outras quantas vezes cada vez que se aleijava a valer, ora na bicicleta, ora com paus, ora com quedas ... "Só me acontece a mim..." lavado em lágrimas enquanto eu lhe arrancava um bocado de uma unha do pé que ficou pendurada depois de uma queda!
"A culpa não foi minha, foi da corrente que está seca e saltou e eu caí! e lá fez mais um raspão no peito.



Quedas e choros à parte, foram uns dias agradáveis, mesmo que por vezes com algum stress pois os miúdos têm dias... têm horas, e nós nem sempre temos a paciência que devíamos, mas foi bom.

Experiência a repetir, acampar com 4 filhos está testado e aprovado!