quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Bastou 1 foto...

Sim, só tirei uma foto, sim, não é normal a Mãe de todos tirar apenas uma foto de um acontecimento, mas esta é uma foto que diz tudo e era escusado perder tempo a tirar mais...




Ontem quem olhou para dentro do carro da Mãe de todos  viu que é um carro de uma mãe de muitos filhos, são 4 cadeirinhas perfiladas, 1 carrinho de bebé meio encavalitado no que sobra de porta bagagens, 1 saco grande reutilizavel com mantas de um piquenique feito no domingo e uma mochila cheia de fraldas e toalhitas. Viu também que há garrafas de água por todo o lado, brinquedos, chaves de casa esquecidas no banco, 1 chapéu cor de rosa no tablier e coisas muito valiosas para aquelas crianças espalhadas pelo chão... brinquedos.

Quem olhou lá para dentro não viu um carro limpo, arrumado, não viu pastas de documentos, não viu máquinas fotográficas nem compudadores, não viu carteiras (para além da malinha cor de rosa da minha Teresa) e mesmo assim vendo que é um carro de uma familia, um carro de quem trabalha, de quem tem 4 filhos foi capaz de fazer este trabalho...

Abriram o porta luvas e deram de caras com o manual do carro e um baralho de UNO ah, e um jogo de lampadas...

Abriram o porta bagagens e acharam que a mochila devia estar cheia de coisas valiosas, trouxeram-na para o banco da frente e ali a deixaram, fechadinha , pois o que lá encontraram foi as ditas fraldas.

Não levaram nada, provavelmente não têm crianças a quem dariam os brinquedos, e deixaram o prejuizo, o prejuizo que para a Mãe de todos e para o pai Fura bolos significa mais de 2 ou 3 dias inteiros de trabalho.
Deixaram a tristeza de ver que este mundo está cada dia mais feio e que os nossos filhos estão a crescer nele, deixaram o meu Tiago excitado com a situação, num misto de emoções entre a história de ladrões como nos filmes e no pensamento que alguém mau tentou roubar o nosso carro!

E deixaram a Mãe de todos muito nervosa e preocupada...