domingo, 11 de março de 2018

Marmelos!

Era uma vez 
não era,
3 marmelos numa panela
um pra ti
outro pra ti
e outro para a velha do rabo azedo.
Quem falar a partir de agora
come os marmelos todos! 

E fazia-se silencio entre risinhos e sorrisos!! 
- Como te chamas menina?
- Quantos anos tens menina? 
Ia perguntando a avó para nos tentar fazer falar. 

Assim contava a minha avó esta lengalenga, será que ninguém mais se lembra? 

Os marmelos aqui significavam PUNS, sim puns daqueles mal cheirosos, e eu era miúda quando a minha avó nos contava este tipo de jogo. Eu e a minha irmã fartava-mo-nos de rir e hoje sou eu quem conta aos miúdos cá em casa.

Era uma vez
não era,
7 marmelos numa panela
um para o Tiago
outro para a Teresa
um para o João
outro para a Julieta
um para o Zé
outro para a Rosa
e outro para a velha do rabo azedo.
Quem falar a partir de agora
come os marmelos todos!

E aqui começam as gargalhadas. O Zé que não percebe diz logo que quer os marmelos todos para ele, os outros riem-se mas não falam, e quando algum se descai lá se riem todos!

Isto é uma espécie de jogo do silêncio, daqueles em que ninguém pode falar senão perde, mas muito mais engraçado porque tem esta lengalenga e implica "comer puns" da velha do rabo azedo! 

São estas histórias e lengalengas que não quero perder,  e havia uma que era o meu avô a contar que nunca consegui escrever enquanto ele era vivo e nunca mais a consegui encontrar nem ouvir de ninguém.