domingo, 6 de janeiro de 2013

Cinema... em tempo de crise!

É um luxo, ou só sou eu que acho?

Há uns 2 anos tinha visto o preço dos bilhetes de cinema e assustei-me, com 4 filhos como é que se vai ao cinema e ainda se come pipocas??
O pai Fura Bolos sempre podia esconder um gaiato debaixo do casaco ... a mãe fingir que um tinha fugido para dentro da sala já escura ... e entrar e ficar ... mas tudo isso eram artimanhas de mais para um só filme!

Há 1 ano disseram-nos que o cinema de Portimão, não dos shoppings e afins, mas o cinema, o tradicional cinema de porta aberta para a rua, fazia bons preços e tinha boas condições e nós lá fomos! Nessa altura a piturra Julieta ficou com a avó pois com 1 ano não ia apanhar nem metade da história do Gato das Botas! O João com 2 anos foi pela primeira vez, o Tiago e a Teresa repetiram a experiência já vivida anteriormente e todos adoraram.

Passado 1 ano, voltamos a ter a ideia de ir ao cinema, desta vez a piturra já fazia parte do leque de contemplados e eu, Mãe de Todos pus-me em acção para descobrir o filme e a sala mais adequada e ... em conta!

A escolha do filme foi fácil pois os reclames na TV passavam a toda a hora, Zambézia! Faltava encontrar a sala.

A busca na internet levou-me às 2 opções existentes em Portimão, o shopping ou o tradicional cinema, e o preço dos bilhetes ditou a sentença! O tradicional!

Hoje cá em casa não se falava de mais nada, a ida ao cinema (cimena para a Julieta) da parte da tarde, o acontecimento anual, o passeio de luxo nos dias de hoje, podem achar exagero mas não é, e se pensarmos assim fazemos de uma simples ida ao cinema um acontecimento e assim a importância cresce e o entusiasmo também!  

- Mãe é preciso pagar?
- Mãe quem dá os bilhetes?
- Mãe o que são bilhetes?
- Mãe podemos comer pipocas?

Estas foram algumas das questões colocadas, pelos miúdos ... dependendo da idade de cada um e do conhecimento e experiência de idas ao cinema.

A sala ficou escura, os olhinhos deles brilhavam, a Julieta no alto do seu banco extra para ver, o Tiago a marcar o fim da nossa presença, bem a meio da fila, o pai Fura Bolos na ponta da fila para ter a certeza que nenhum fugia no escuro, eu a meio com um pacote de pipocas, e sim, já ocupamos meia fila !

Zambézia, cor, passarinhos, risadas, piadas, uns levantaram-se a meio, outros nem pestanejavam, meio pacote de pipocas no chão ... uma água, um sumo, intervalo ... comentários, olhinhos de sono de quem não dormiu a sesta, mais filme, e FIM.


Agora contas:

Bilhete - 4€
6 x 4 = 24€ ( e o Tiago demorou a fazer a conta... ai ai ai a tabuada!)
Pipocas grande - 3€  destes foram 2 = 6€
Pipocas médio - 2,50€ destes foi 1 = 2,50€

Total de uma ida ao cinema : 32,50€ para 6 pessoas

Não havia desconto para famílias numerosas, mas como bem disse o senhor da bilheteira, com preços destes não podia fazer descontos ... já os grandes ... cobram-se de mais e podem gabar-se de fazer descontos (que são só ilusão!)

No shopping o total teria sido só em bilhetes o mesmo que nós pagámos por tudo... ou seja não comíamos pipocas!

Portanto, viva o comercio local, seja ele uma retrosaria ou um cinema!