terça-feira, 16 de junho de 2015

Santo António


Oh meu rico Santo António
Nesta noite sem luar
Dá-me vinho e uma febra
Para com os amigos partilhar




Do dizer ao fazer 
aqui não há brincadeira
mata-se o porco, corta-se a febra
e acende-se a fogueira.







Em noite de Santo popular
há fogueira de rosmaninho
apesar de pequnenina
deu para dar um saltinho.