quarta-feira, 16 de maio de 2012

Fim de dia de trabalho


Quando um dia de trabalho acaba assim então posso dizer que consegui alcançar a tão falada qualidade de vida! 

Com 4 filhos sempre disse que trabalhar a partir de casa era a melhor opção para mim, mas a fazer o quê era a questão. As costuras, mesmo sem perceber nada de costura, foram a opção tomada e agora já não há volta a dar.

Tenho horário (com flexibilidade total, mas tento cumprir), tenho tempo para almoçar com a família e os mais pequeninos que ficam umas vezes na avó outras andam a tratar da horta com o pai, sim porque ficarem em casa comigo é sinal de não me deixarem fazer nada, não preciso de farda, o que em dias de calor é um ponto muito positivo para a qualidade das condições de trabalho, posso ir levar e buscar os mais velhos à escola, posso beber um café com os amigos antes de começar a trabalhar, não tenho que correr para apanhar nenhum transporte, nem gasto gasolina, e ainda acabo o dia de trabalho assim, feliz com a minha decisão.





Hoje foi assim, das 10h - 13h , com uma ida  ao super mercado aqui da aldeia, pelo meio, comprar t-shirts a 1€ boas para eu trabalhar em casa, não se podem desperdiçar boas oportunidades, e das 14h-17h30. Depois foi hora de ir buscar os miúdos e surgiu a hipótese de parar na praia.

Uns de cuecas, outra com o fato de banho molhado que tinha levado à natação com a escolinha esta manhã, outra de fralda... uma única toalha, sem brinquedos ... mas com protector solar, e muita vontade de brincar.

O mar estava como se vê nas fotos, lindo, o calor, mesmo que já fossem 18h30, ainda era muito mas agradável, os pés enterrados na areia molhada, a olhar para eles e para o mar fez-me dar valor ao que tenho e ao que quero construir a partir daqui.

Quem às 18h30 estava numa fila de transito, tem que me desculpar por este post, mas eu não podia deixar de o escrever. a minha escolha foi esta e está cada vez a fazer mais sentido.