sábado, 29 de dezembro de 2012

Amolador

Aquela figura mítica, que muitas vezes achamos que só ouvimos e nunca vemos, figura quase fantasma que passa e deixa um rasto de som ... mas que quando vamos para ver já passou ... ou talvez não, hoje conseguimos apanha-lo!

Vinha a tocar a sua espécie de gaita, montado na sua motorizada.

A tesoira da Mãe de Todos há uns dias que precisava de cuidados, no meio de tanto corte devo ter tentado cortar um alfinete e isso deixou marcas bem marcadas e drásticas! Mas o senhor, com o seu olho clínico agarrou nela, observou e começou a trabalhar, debaixo dos olhos curiosos de 4 miúdos que em pijama se acotovelavam ao portão para verem.

Afia daqui, amola dali, corta um trapo e está como nova.






Oh se faz favor senhor, pode tocar só a gaitinha para nós ouvirmos? E tocou e os miúdos riram!

video


Até outro dia senhor amolador.

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Natal

Enfiei o barrete verde de duende, calcei as pantufas quentinhas e durante 1 mês não fiz mais nada se não costurar! 
Confiaram em mim presentes, os das tias, dos miúdos, das irmãs, dos namorados, filhos, sobrinhos, avós ... enfim, acho que fiz presentes para todos, e quase que não tinha tempo para os meus!!
Não podia falhar, um erro meu, uma cor errada, um tecido feio podia significar um Natal estragado numa qualquer casa deste país, uma catástrofe familiar, uma zanga de cunhadas ou de nora e sogra, e eu não queria ser a responsável por isso. 

Foram noites, foram dias, Mimalhos, estojos, lenços, camisolas, golas, pantufas ... bebés, crianças ou adultos todos queriam Miminhos e eu acelerei.
Dormia às vezes, comia quando me davam comida (obrigada marido e sogro), ia à casa de banho quando conseguia.
Fiquei doente, curei-me, fui a festas da escolinha dos miúdos, fui a feiras, não fui à Zumba, fui à morte de porco (a nossa primeira e que nem pude participar como devia , fica a promessa que para a próxima não arredo pé), fiz 1 workshop para crianças (um sucesso) ... e não digo mais porque não os quero cansar tanto como eu estou hoje. 
De 23 para 24 dormi 3 horas e a 4 horas de me sentar à mesa a comer o bacalhau e a desfrutar da companhia da família foi quando entreguei a ultima encomenda!! Estava cumprida a tarefa de duende e já podia tirar o barrete verde!

Estou estoirada mas compensou. 
Este ano foi uma beleza, não gastei 1 tostão em hipermercados, não comprei um único brinquedo dos chineses e mesmo assim fiz a minha familia feliz.

Os miúdos ganharam presentes quentinhos, fofinhos e feitos com muito carinho, e eu ganhei miminhos de volta! 

Feliz Natal para todos. 


Para adquirir presentes originais visite Miminhos da Mãe de Todos  ou Miminhos da Mãe de Todos